Depois de Você - Jojo Moyes

No Comments

Olá Pessoal!


A Resenha de hoje é de uma das continuações mais esperadas. Depois do sucesso estrondoso de Como eu era antes de você, cuja resenha já foi postada no blog (aqui) e da promessa de uma super adaptação cinematográfica, a autora anunciou o lançamento de Depois de Você e nós "reles mortais órfãos" da primeira história partimos para ler rs.


Aviso Importante: 

Atenção!


Quem não leu "Como eu era antes de você" não leia essa resenha.
Por ser uma continuação, não tem como manter o nível de Spoiler controlado e esse é um livro que merece ser lido com atenção.


Título: Depois de Você
Autora: Jojo Moyes.
Editora: Intrínseca
Páginas: 320
Ano: 2016
Onde comprar: Saraiva / Submarino / Americanas.

Sinopse: Com mais de 5 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo, Como eu era antes de você conta a história do relacionamento entre Will Traynor e Louisa Clark, cujo fim trágico deixou de coração apertado os milhares de fãs da autora Jojo Moyes.
Em Depois de você, Lou ainda não superou a perda de Will. Morando em um flat em Londres, ela trabalha como garçonete em um pub no aeroporto. Certo dia, após beber muito, Lou cai do terraço. O terrível acidente a obriga voltar para a casa de sua família, mas também a permite conhecer Sam Fielding, um paramédico cujo trabalho é lidar com a vida e a morte, a única pessoa que parece capaz de compreendê-la.
Ao se recuperar, Lou sabe que precisa dar uma guinada na própria história e acaba entrando para um grupo de terapia de luto. Os membros compartilham sabedoria, risadas, frustrações e biscoitos horrorosos, além de a incentivarem a investir em Sam. Tudo parece começar a se encaixar, quando alguém do passado de Will surge e atrapalha os planos de Lou, levando-a a um futuro totalmente diferente.



"Nenhum de nós segue em frente sem olhar para trás. Seguimos em frente sempre levando aqueles que perdemos."



   Na resenha de Como eu era antes de você não pude falar muita coisa, afinal qualquer detalhe mais aprofundado estragaria todo o drama que envolve o livro. Porém, nesta resenha posso desabafar.


   Fiquei muito abalada com aquele final. Poucos autores arriscam matar seu personagem principal, mas Jojo Moyes ousou mais. A morte de Will Trainor foi regada de sentimentos dúbios. Uma mistura de amor e ódio dos fãs que fizeram com que o livro fosse além de um romance jovem. A princípio, fiquei inconformada e não queria acreditar, até as últimas páginas, que ele iria prosseguir com seu plano, até a fatídica frase "quando você vai entender que a decisão não é sua...". Dessa parte em diante desabei e chorei o resto do livro inteiro.

   Alguns dias depois perdoei o Will rsrs e me imaginei na situação dele. Será que eu conseguiria prosseguir com uma vida tão longa estando presa a um corpo inútil? Não poder andar e precisar da ajuda dos outros para as coisas mais simples como comer sozinho ou escovar os dentes? Passar mais tempo em hospitais curando feridas e pneumonias, por causa da saúde frágil, do que "vivendo"?

   Não sei dizer. A única coisa que posso garantir é que este livro quebrou tabus, paradigmas e moralismos pessoais. Sempre fui contra o suicídio, então foi um choque. Hoje posso dizer que vejo o tema de forma diferente, por causa dessa história e até pesquisei sobre a Dignitas (clínica de suicídio assistido na Suíça) citada no livro. Li depoimentos e entendi que diante da situação triste de sobrevida, essa é a única chance digna de paz e de escolha  que eles têm.

   Desabafos à parte rs...

   Fiquei imaginando como seria um livro que contaria a história da Lou sem o Will. Confesso que li por mera curiosidade, mas no fundo eu já sabia que jamais chegaria aos pés do primeiro. Depois de você, pelo menos para mim, foi um livro que tem os dois lados da balança. Por um lado, achei muito interessante a autora não ter tido medo de fazer uma história sofrida e de ter mostrado uma Lou que ficou pela metade. Jojo Moyes acertou em cheio na continuação desta personagem, deixando claro que a vida não é um conto de fadas e que nós somos resultados das coisas que vivemos, das experiências que passamos, das pessoas que amamos. Ela não deixou de ser a Lou que sempre foi, mas não é mais a jovem sorridente e ingênua do primeiro livro e nem a mais forte e madura das mulheres. Louisa é apenas um ser humano errante em fase de descoberta.

   As seções do grupo de apoio ao luto foram perfeitas. A autora descreveu personagens reais e sofridos que passaram por todas as fases do luto  e até chegaram a enlouquecer, mas não desistiram de tentar superar. E mostrou que não existe bula ou fórmula mágica para a superação da perda. Não deixaremos de amar e nunca esqueceremos quem foi importante nas nossas vidas, apenas aprendemos a conviver com essa dor e a deixá-la menor para que haja espaço para outras histórias felizes.

   Por outro lado, como toda continuação de uma grande história, corre-se o risco de afundar a ideia que temos de alguns personagens. E esse, infelizmente, foi o caso. Will Trainor era um no primeiro livro e a autora conseguiu transformá-lo em outro neste segundo. Eu preferia ter ficado com a imagem do Will da Lou e não do cara com histórias vazias e fúteis, embora ele mesmo tenha dito que não era uma boa pessoa antes.

   Novos personagens entraram na trama, uns vieram para acrescentar, outros foram desnecessários. A trama gira em torno de uma personagem do passado do Will que, na minha humilde opinião, era completamente desnecessária para a história e faz com que o livro tome um outro rumo deixando de ser a história da Lou e passando a ser a história do acerto de contas. Tudo leva a crer que um terceiro livro será lançado e já digo de antemão que, apesar de ter gostado muito da escrita da Jojo Moyes, será dispensável.

   Se querem um conselho, fiquem na primeira história. Agora se forem curiosos como eu, leiam de coração aberto para desconstrução que a história pode causar na mente de vocês e voltem aqui para me contar se eu fui a única louca a achar isso rs.


Espero que tenham gostado :)
Deixem comentários, opiniões, beijos e abraços rs 
Super Beijo.
Juliana Lima
Próximo Postagem mais recente Post AnteriorPostagem mais antiga
Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário