Casas Esquecidas - Lucas Alencar

2 comments
Título: Casas Esquecidas
Autor: Lucas Alencar
Editora: Independente
Páginas: 170
Ano: 2016

Sinopse: Aos vinte e cinco anos, Diego perde o emprego de repórter em um importante jornal e se vê sem perspectivas. Antes que possa mergulhar numa crise existencial, recebe uma proposta da agente literária Larissa: passar alguns meses investigando a vida e o caso de amor de um maquinista assassinado há sete décadas, em Ponta de Areia, distrito baiano que era o ponto final da Estrada de Ferro Bahia-Minas, com o objetivo de escrever o material base para o novo romance de uma escritora de best-sellers. Em meio a tudo isso, o rapaz se esforça para compreender o  próprio íntimo turbulento e para digerir o  relacionamento recém-fracassado com Amanda,  primeiro amor desde que abandonou o interior de São Paulo para morar na capital.

"Todavia a triste verdade é que a maior parte da vida é esquecida no instante em que está acontecendo [...]"

   Casas Esquecidas é aquele tipo de livro difícil de ser classificado. Poético e objetivo, romântico e realista, tem a dose certa de cada sentimento para transformá-lo em um romance atemporal.
   Cansado de ser manipulado por uma sociedade preconceituosa e hierárquica, Diego precisa sentir-se livre para encontrar seu próprio caminho. Jornalista e devoto de uma escrita investigativa, seu destino se cruza com uma proposta que irá mudar sua forma de enxergar a vida e as pessoas com quem convive.
   Narrado em primeira pessoa, o livro se alterna entre as histórias do personagem hoje e as lembranças do que  já vivenciou. Lucas criou uma história com uma pitada de tudo, um pouco leve, simples e despreocupada, mas, ao mesmo tempo, tem seu toque de suspense e elegância . Consegui, enquanto lia, sugar as sensações que a narrativa passava:  a maresia, os barcos na costa, o cheiro de pescada fresca e, ao mesmo tempo, um bom vinho e o pôr do sol ao som de Tom Jobim. As muitas citações aos grandes gênios da literatura deram um toque mais que especial a obra.
   Os personagens foram outra curiosidade à parte na criação do enredo. Diego é um ser humano como muitos de nós. Uma história de vida difícil, um sonho que se torna realidade depois de muita, mais muita  luta (o que pode tornar o sabor da vitória tanto doce, quanto amargo demais) e uma história de amor conveniente. Ingredientes perfeitos para tornar qualquer pessoa frustrada e perdida quanto ao que sabe de si mesma. Já Amanda parece bem mais resolvida e decidida quanto ao que quer da vida. Larissa tem um ar de mistério e aventura, o tipo de pessoa que se deve evitar, mas que se tem uma facilidade enorme em conviver.
    O desfecho me surpreendeu um pouco, achei que seria óbvio e clichê, mas ao mesmo tempo senti um pouco de raiva do destino de Amanda. Sem tentar cometer Spoiler rs, gostei da personagem a ponto de achar que ela não deveria ser uma "válvula de escape" para Diego, ela merecia mais do que isso.
    Enfim, Casas Esquecidas é um livro que eu super indico para todos os fãs de Machado de Assis, Clarice Lispector, Eça de Queiroz, Érico Veríssimo e todos os grandes nomes da Literatura nacional ou internacional. A narrativa de Lucas faz jus às citações de grandes clássicos.


O Autor:

   Lucas Alencar nasceu no dia 13 de fevereiro de 1995, em São Bernardo do Campo (SP). É estudante de Jornalismo e Casas Esquecidas é o seu primeiro romance.

*Clique na imagem e conheça mais sobre a Lucas:
https://www.instagram.com/lucaas.alencar/

 

Espero que tenham gostado :)
Super beijo,
Juliana Lima
Próximo Postagem mais recente Post AnteriorPostagem mais antiga
Página inicial

2 comentários: