O Vestido de Trinta Rosas - Lívia Messias

2 comments

Título: O Vestido de Trinta Rosas 
Autora: Lívia Messias
Editora: Independente
Ano: 2015

Sinopse: E se você encontrasse um vestido capaz de transformar o amor em realidade? Usaria? Enfrentaria as consequências? Helena mora na Vila Íris, um lugar encantado. Lá, conhece Ícaro e se apaixona, mas não sabe se é correspondida, então decide usar um encanto. O Vestido de Trinta Rosas fala de amor, escolhas, responsabilidades e esperança.




"O amor é livre, e não pode ser comprado e nem enganado".




    O Vestido de Trinta Rosas é um livro terno. Se ele tivesse que ser devolvido à Cidade do Sol , com certeza, se transformaria em nuvens brilhantes para enfeitar um céu cor-de-rosa.
    Entenderam?
    Não?
   Basta saber que essa foi a minha sensação ao terminar a leitura e, se a curiosidade for maior que a preguiça, leiam! Pois, vale muito a pena e eu super indico.

    Narrado em terceira pessoa, este infantojuvenil honra o subgênero com um enredo construído de forma leve e, ao mesmo tempo, carregada de ensinamentos.
    Helena traz dentro de si dois sentimentos conflitantes: amor e egoísmo. Sua felicidade depende de uma importante decisão, escolher entre ser feliz a qualquer custo ou deixar sua felicidade ir embora, livre como borboletas ao vento.
    Confuso?
    Não para quem sabe que a felicidade não vem de fora e nem deve depender exclusivamente do outro. Esse e outros ensinamentos foram bem pontuados pela autora que transmitiu eficientemente sua mensagem, permitindo aos leitores que voltassem a se deparar com  uma história clássica, escrita com o intuito de deixar mais que uma moral no final, como também uma autorreflexão do quanto de Helena temos em nós.
    Os personagens tiveram funções diferentes e as cumpriram muito bem. Sara, por exemplo, deixou seu legado de amizade verdadeira, Ícaro provou a importância de ser sempre gentil e otimista e Helena entendeu que o  melhor caminho é o da consciência tranquila. 
    O que para mim chamou mais atenção, ao longo da história, foi que apesar de se encaixar nos clássicos contos há quebra de paradigmas como, por exemplo, o de não haver "mocinhos" totalmente bons e "vilões" totalmente maus. A protagonista foi a principal vilã, antes de tudo,
de si mesma  e provou também que, ao contrário do que se pensa, uma pessoa que só enxerga a si mesma e só visa o próprio benefício pode amar verdadeiramente, justamente porquê o ser humano tem vários lados dentro de si. Ora somos mocinhos, ora somos vilões, mas nunca devemos perder o bom senso e nossa bússola deve sempre apontar para um norte. Assim, ainda quer nossas decisões  permeiem pela escuridão, encontrarão os vestígios de luz.


A Autora

*Clique nas imagens e conheça um pouco mais do trabalho de Lívia:

https://www.facebook.com/liviamdsmessias

https://www.instagram.com/escritoraliviamessias/

http://www.liviamessias.com.br/


Espero que tenham gostado :)
Deixem seus comentários.
Super beijo,
Juliana Lima.
Próximo Postagem mais recente Post AnteriorPostagem mais antiga
Página inicial

2 comentários:

  1. Não conhecíamos o livro, mas parece ser ótimo!! Gostamos do enredo pelo fato de trazer ensinamentos mas com leveza!!

    beijos

    onlyinspirations.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é ótimo, tenho certeza que vocês irão adorar :)

      Excluir