Conto Não tranque a Porta - Amanda Ághata Costa

2 comments


Olá Pessoal!
Hoje é dia de resenha :) e a resenha de hoje é do conto "Não Tranque a Porta"

da nossa mais nova parceira a autora Amanda Ághata Costa. 


Amanda Ághata Costa


Amanda Ághata Costa nasceu em 21 de Outubro de 1993, em São João Batista, uma cidade do interior de Santa Catarina. Formada em Pedagogia e amante das palavras desde a infância, jamais imaginou que um dia sua voz seria ouvida. Com papel e caneta em mãos, espera poder tocar as pessoas com suas histórias, fazendo-as vibrar e amar cada fragmento das mesmas. De todas as coisas do universo, aventurar-se nos mares da fantasia é sua maior paixão. A Escolhida é seu romance de estreia.


Não Tranque a Porta


◊ Sinopse:

   Princesas nem sempre são bem educadas ou seguem à risca as regras já estabelecidas para honrar o título que carregam. Lorena é prova viva disso, pois não se importa com julgamentos alheios ou olhares de reprovação. Disposta a encarar novas aventuras e aproveitar ao máximo as sensações que o sexo casual proporciona, faz questão de deixar de lado os parâmetros sociais e coleciona inúmeros casos de uma noite com príncipes mal intencionados. Quando não se procura o amor, nem faz questão de vivê-lo, a solução é deixar todas as portas abertas para divertir-se ao máximo com os que estiverem dispostos a satisfazer os seus desejos mais sensuais. O que Lorena não sabe, é que nem sempre é necessário estar à procura para esbarrar em sentimentos que não imaginava que realmente pudessem existir.

Gênero / Subgênero: Conto / Erótico.


◊ Resenha:

    Narrado em terceira pessoa sob a voz de um narrador onisciente, Não Tranque a Porta é um jogo de seduções. A personalidade desprendida de Lorena permite que sua vida pessoal seja mais desapegada já que a social é feita de conceitos e regras, agregando valor à discussão sobre o direito da mulher de ter uma vida sexual ativa sem precisar estar, necessariamente, dentro de um relacionamento. Max não é muito diferente e o ditado que diz que "os iguais se identificam" se encaixa perfeitamente ao casal  tornando a relação dos dois uma perfeita união de corpos e prazeres.
   Apear de curto, o conto de Amanda é completo. Em apenas uma cena, conseguimos assimilar todo um contexto anterior e a leitura passa a ser fluída como se conhecêssemos o casal há algum tempo, ou como se o conto fosse uma história à parte de um livro que já lemos anteriormente.
   Confesso que erótico está longe de ser meu gênero favorito, mas confesso também que este conto, por exemplo, entrou no rol de escritos do gênero que eu indico, o motivo? Simples. Texto descrito, metaforicamente, para instigar a imaginação do leitor e tornar a relação natural,  sem o excesso linguagens chulas e cenas forçadas.






*Foto da Resenha no Instagram (Veja aqui) - Livro em formato PDF cedido em parceria pela autora.


♥Redes Sociais

Clique na imagm abaixo e conheça um pouquinho mais sobre o trabalho da Amanda

https://www.facebook.com/aetrilogia/
Espero que tenham gostado :)
O que vocês acharam deste conto?
Super beijo,
Juliana Lima
Próximo Postagem mais recente Post AnteriorPostagem mais antiga
Página inicial

2 comentários:

  1. A Lorena e o Max ficaram super felizes com essa resenha, posso garantir! Ju, fico feliz por saber que gostou do conto, mesmo que o gênero não seja tão do seu agrado. Em breve vai ter mais desse casal, viu?! <3 Beeeeijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oba! Erótico não é meu favorito mesmo rs, mas esse casal eu leria com prazer rs. :)

      Excluir