O Marido Perdido - dia a dia de hospital e outras crônicas / Luciana Campos

2 comments


Título: O Marido Perdido - dia a dia de hospital e outras crônicas.
Autora: Luciana Campos
Editora: Independente
Páginas: 125
Ano: 2016.

Sinopse: Nessas crônicas de O Marido Perdido, não é difícil imaginar a autora a escrever num canto de papel qualquer a boa nota que a última consulta lhe proporcionou. Nota que depois retomaria em casa, afastada do tumulto do hospital e do entra-e-sai da sala de consultas.
   O exercício de trazer para perto do coração o sentimento do paciente, de sua humanidade, é o que parece mover quase todas as crônicas dessa obra. E o faz muito bem, observando transversalmente e não sem algum humor, as contradições que em poucos minutos seus pacientes da saúde pública brindavam.
   Mas O Marido Perdido é crônica ficcional, portanto não entrega, com justeza, o nome de pacientes e locais, porém aproveita para escapar do hospital e da saúde para migrar para o universal, e é o que se vê quando se revela a escritora fora do trabalho, agora totalmente absorta na sua própria vida, tão comum porém tão única e, nitidamente, tão bem revelada nas páginas que puxam os derradeiros atos dessa obra.

   O Marido Perdido é um livro de crônicas que narram a experiência de uma médica que atende  pacientes com dor crônica ou com câncer no estágio terminal, mas a essência do livro está em algo completamente diferente da naturalidade com que os profissionais da área lidam com a doença. A essência do livro está no toque de humanidade que existe nos momentos em que toda a experiência dos anos de estudo e de trabalho não são capazes de suprir os questionamentos e as conhecimento adquirido no estágio final da vida.

   "A doença derrubou os cabelos, mas não derrubou o espírito"
 
   Em algumas crônicas Luciana narrou as cenas que viu. Compaixão de quem divide seu tempo com quem precisa de cuidados e atenção, provando que "quando a gente ama, acha um tempo para tudo"; desprendimento de quem no ápice do entendimento percebe que a vida vai além das vaidades ou que encontra nelas um refúgio para sanar o que antes não era vão; dor de quem perdeu ou está para perder um ente querido e, de certa forma, deposita nas mãos do profissional de medicina o fio de esperança que lhe resta.

   "Ás vezes preciso parar para digerir as coisas que ouço, ouvir o ritmo, apreciar a beleza. Posso perder a vida que está nelas."

   O Marido Perdido é uma obra muito interessante que nos mostra o dia a dia de quem sofre uma grande dor física e emocional, mas vista sob outra ótica.



A Autora:

*Clique na imagem e conheça mais sobre a Luciana Campos:
https://www.facebook.com/luciana.campos.969

Espero que tenham gostado :)
O que vocês acharam desta obra?
Super beijo,
Juliana Lima
Próximo Postagem mais recente Post AnteriorPostagem mais antiga
Página inicial

2 comentários: